Para ter uma vida sexual melhor, algumas dicas podem ajudar.

Às vezes é difícil falar sobre a relação sexual. Freqüentemente, há mais mentiras do que verdades girando em torno dessa questão, alimentadas pela vergonha e pela crítica social. O que acontece na vida privada deve permanecer lá por respeito aos outros.

Uma vida sexual positiva acontece em grande parte por meio da discrição e da diversão. Apresentaremos algumas dicas para torná-lo ainda mais gratificante.

1. Aproveite os benefícios da comida para uma vida sexual melhor

A comida é uma parte muito importante . Uma dieta que contenha a presença de certos alimentos garante uma vida sexual melhor.

chocolate é um deles, por isso o cacau melhora o humor porque libera endorfinas. Além disso, é o clássico presente para uma pessoa especial. Seu valor é, portanto, o dobro.

Outro alimento é o alho . Recomendação: lave os dentes após consumi-lo. É considerado um alimento revigorante por conter grandes quantidades de vitaminas B e C, podendo ser consumido diariamente em baixas doses.

As ostras também contribuem como afrodisíaco. Já os frutos do mar são os alimentos mais famosos relacionados ao tema sexual. Seu conteúdo de zinco aumenta a produção de testosterona.

O pepino pode não ser sua comida favorita, mas você não pode negar sua contribuição para ele. Aumentar seu fluxo é muito importante.

Se você precisa de energia , o abacate é o alimento certo. Ele dará ao seu corpo as vitaminas D e E e aumentará sua resistência.

2. Desfrute do romance e seus benefícios

Quando não é um encontro ocasional, o sexo com o parceiro pode assumir um tom rotineiro que cai na repetição e até no tédio. 

Porém, o jogo pode assumir mais importância se o hábito for mudado.

Muitas vezes, o romance se separa do sexo e, embora os dois estejam frequentemente ligados, nem sempre é esse o caso.

Nesse caso, é aconselhável prestar mais atenção ao outro e aos detalhes, aumentando o prazer, o que leva a uma melhor dinâmica sexual. 

Envolver-se cada vez mais com o outro fortalece a conexão.

3. Aproveite sem se preocupar com o tempo

Uma das principais questões que irritam o casal é a duração do ato. 

No entanto, os motivos de preocupação estão apenas na sua cabeça.

O Ganeti na saúde analisou um estudo que mostrou ser puramente relativo.

A duração média é de 6 minutos, segundo pesquisa realizada por várias revistas especializadas no assunto.

Leia também: Pau de Cavalo Capsulas Funciona?

4. Surpreenda-se!

Sair do script não deve ser ruim . Às vezes você gosta muito mais do ato se improvisar. 

Ele também está melhorando. Brincar com papéis, permitindo-se usar fantasias, aumenta o prazer no relacionamento.

Com o tempo, como um experimento por si só, a tentativa e o erro cobrarão seu preço. 

Isso pode ajudar a adicionar detalhes que não faziam parte de sua rotina, adicionar alternativas e expandir o leque de opções do casal.

Abrir a mente para novos cargos gera maior satisfação para os envolvidos. 

Use sua imaginação e convide seu parceiro para fazer sexo não só no quarto, mas também em lugares proibidos, que permitirão que você faça um jogo disso.

5. Cuide dos detalhes finais

Existem regras sobre o fim do sexo

Algumas situações fazem com que as pessoas fechem as portas depois de fazer sexo.

Existem vários erros comuns que não devem ser cometidos, como agradecer depois de atingir o orgasmo, pois este não é um serviço prestado. 

Outra é comparar abertamente com casais anteriores. É uma situação desconfortável que só é discutida internamente. 

Você não deve desrespeitar a pessoa que estava com você na cama.

6. Exercício

O sexo ajuda a queimar cerca de 80 calorias se você praticá-lo por 30 minutos.

Um estudo apresentado pela revista Nova Medicina revelou esses números, pondo fim ao mito popular das 300 calorias. 

Não que esses números não sejam animadores, mas ajudam a esclarecer alguns pontos sobre o assunto.

Não saia da academia, pois essa atividade não substituirá sua rotina e não o tornará uma pessoa atlética.